Numa relação abusiva há dois responsáveis e um culpado.

 

Numa relação abusiva há dois responsáveis e um culpado. Quando o abuso degenera em crime, porém, a responsabilidade de uma das partes desaparece: naquele momento, impotente diante da violência extrema, ela deixa de ser coparticipante para se tornar vítima. No entanto, no dia seguinte, a responsabilidade volta a ser dela – e a capacidade de mudar seu destino também. (Trecho da crônica “Estupro numa relação abusiva” publicada originalmente no livro “Os Indecentes” e atualizada por mim para o portal Exnap.